Política de Remuneração
A política de remunerações da Liberty Seguros segue o disposto na Norma Regulamentar n.º 5/ 2010-R, de 1 de abril, no que se refere aos deveres de divulgação de informação, e na Circular n.º 6/ 2010, de 1 de abril, no que se refere ao governo e conteúdo da política. 

A política de remunerações da Liberty Seguros aplica-se:

> aos membros dos órgãos de administração e de fiscalização

> aos Colaboradores que auferem uma remuneração variável e exercem      
  
       > uma atividade profissional no âmbito de funções-chave, ou seja, das funções que sejam estabelecidas no âmbito dos sistemas de gestão de riscos e de controlo interno, nomeadamente as funções de Gestão de Riscos & Security Officer, de Auditoria SOX & Controlo Interno, de Jurídico & Compliance e de Auditoria Interna.

ou

      > uma outra atividade profissional que possa ter impacto material no perfil de risco da Liberty Seguros - neste caso consideram-se os Colaboradores que possuem um acesso regular a informação privilegiada e participam nas decisões sobre a gestão e estratégia negocial da instituição, nomeadamente Diretores de Topo.

E procura alinhar os mecanismos de compensação remuneratória com uma prudente e adequada gestão e controlo dos riscos. A Liberty Seguros procura assim evitar uma excessiva exposição ao risco, evitar potenciais conflitos de interesses e ser coerente com os objetivos, valores e interesses a longo prazo, nomeadamente as suas perspetivas de crescimento e rendibilidade sustentáveis e a proteção dos interesses dos tomadores de seguros, segurados, participantes, beneficiários e contribuintes.

Consulte aqui a Política de Remuneração de 2018
Consulte aqui a Política de Remuneração de 2017
Consulte aqui a Política de Remuneração de 2016
Consulte aqui a Política de Remuneração de 2015
Consulte aqui a Política de Remuneração de 2014
Consulte aqui a Política de Remuneração de 2013
Consulte aqui a Política de Remuneração de 2012