09 Janeiro 2017
Liberty Seguros apela à não utilização de telemóvel durante a condução
Com o mote "Agarre a Vida, Largue o Telemóvel", a Prevenção Rodoviária Portuguesa e a Liberty Seguros começam o ano de 2017 com uma nova campanha, em suporte outdoor, sobre a temática da distração ao volante.
Esta campanha conjunta de segurança rodoviária será aplicada em 350 outdoors de Norte a Sul do país, colocados à entrada e saída de localidades, onde a velocidade máxima é de 50 km/h, o que falicilita a leitura do outdoor.
Estima-se que entre 10% a 30% dos acidentes rodoviários na União Europeia têm a distração como uma das causas (DG MOVE, 2015). Nos Estados Unidos, o National Safety Council (NSC) estima que, em 2013, 27% dos acidentes de viação ocorridos no país envolveram condutores a falar ao telemóvel (na mão ou mãos livres), a escrever/ler mensagens escritas ou emails, a consultar a internet ou redes sociais (NSC, 2015).
Em Portugal, através do European Survey of Road User’s Safety Attitudes (ESRA, 2015), do qual a PRP fez parte, foi possível concluir que os portugueses são dos que mais utilizam o telemóvel enquanto conduzem quando comparados à média europeia:
  • 45.9% falaram ao telemóvel na mão (37.7% na UE);
  • 60.0% falaram com sistemas mãos livres (51.1% na UE) ;
  • 44.5% leram mensagens de texto ou emails (36.4% na UE);
  • 27.6% escreveram mensagens de texto ou emails (27.3% na UE).

A distração provocada pela utilização do telemóvel durante a condução compromete o desempenho do condutor em todas as fases da condução – observação, análise, decisão e execução.