Segurança no Trânsito
Cinto de Segurança
Segurança na Internet
Segurança na Escola
Segurança no Lar
Segurança no trabalho
Segurança na Correspondência

A prevenção é a melhor medida a ser tomada e somente com boas orientações e informações podemo-nos prevenir, e com isso melhorar a nossa segurança: pessoal, familiar e comercial.

Na rua:

• Atravesse as ruas com atenção, observe donde vêm os carros e se o semáforo está verde, olhando para ambos os lados;

• Atravesse sempre na passadeira;

• Ande sempre no passeio. Se não houver passeio, caminhe no sentido contrário ao tráfego para ter uma melhor visão dos veículos;

• Use roupas claras (ou um sinal luminoso) quando andar a pé à noite, garantindo assim que os automobilistas o veem;

• Não permita que uma criança menor de 10 anos atravesse a rua sozinha até que tenha a certeza de que ela tem capacidade de avaliação de segurança;

• Não deixe as crianças a brincar sozinhas na rua, em locais movimentados, passeios, estacionamentos de carros e entradas de garagens. Elas distraem-se facilmente e não têm noção do perigo;

• Atrás de uma bola pode aparecer uma criança, mas, atenção, nem todas as crianças que aparecem subitamente na estrada vêm precedidas de sinal;

• Não circule demasiado perto de uma fila de veículos. De entre eles pode surgir uma criança;

• Reduza a velocidade onde existem crianças, principalmente perto de escolas, parques infantis e zonas residenciais;

• Com chuva, os peões, e, sobretudo as crianças, têm tendência para andar mais depressa ou mesmo correr, levar o guarda-chuva muito inclinado ou cabeça baixa o que lhes dificulta a visibilidade. Esteja preparado para estas situações;

• Ao cruzar ou ultrapassar um veículo de transporte público parado, para saída ou entrada de passageiros, reduza a velocidade, pois pode surgir um peão a atravessar inadvertidamente por trás ou pela frente do veículo;

• Não é aconselhável fazer uma grande refeição antes da partida, já que a digestão será pesada e pode dificultar a condução. As bebidas alcoólicas, como é óbvio, estão proibidas;

• Explique ao seu filho que antes de atravessar uma rua, sem semáforos, deve olhar para a esquerda, depois para a direita e novamente para a esquerda antes de atravessar. 

Fonte: Factor Segurança (www.factor-segur.pt

Cinto de Segurança:

• Aumenta em 50% a proteção dos passageiros;

• Criado para que as forças sejam absorvidas pela zonas mais fortes do nosso corpo: ancas, ombros e peito;

• Num choque a 50 km/h se não usar cinto de segurança, vai bater no banco da frente, e em quem estiver nele, com uma força entre 30 a 60 vezes superior ao peso do seu corpo;

• Um décimo de segundo após o impacto o carro imobiliza-se e os ocupantes sem cinto são projetados para fora do carro;

• Aumenta em 50% a proteção dos passageiros;

• Se estiver a andar no carro a 20km/h e tiver um acidente, a sua cabeça será projetada a cerca de 20km/h contra o para-brisas. Imagine o que pode acontecer a 50, 80 ou 100km/h;  

• O uso de cinto de segurança é obrigatório mesmo que vá a uma velocidade baixa; 

• As crianças devem viajar sempre no banco de trás e em cadeiras apropriadas;

• Qualquer passageiro que viaje no banco de trás deve usar cinto de segurança. Se não o usar, em caso de colisão, será projetado sobre os passageiros da frente, agravando o acidente;

• As crianças com menos de 12 anos não podem ser transportadas no banco da frente, salvo se o veículo não tiver bancos atrás. Podem, porém ser transportadas no banco da frente, desde que seja utilizado um sistema de retenção adequado;

4 razões para usar sempre o Cinto de Segurança:

  • Num acidente, o cinto de segurança pode salvar-lhe a vida.
  • O cinto de segurança reduz os riscos de ferimentos graves.
  • Muitas pessoas que acabam por morrer em acidentes, poderiam ter sobrevivido se tivessem usado os cintos de segurança.
  • É fácil de usar! Demora 5 segundos e pode salvar-lhe a vida!


Fonte: Factor Segurança (www.factor-segur.pt), PRP (www.prp.pt)

Milhões de utilizadores de todas as idades usam diariamente a Internet. Apesar de ser um meio versátil e uma fonte inesgotável de recursos, apresenta alguns perigos associados.

Perigos e Prevenção:

A Internet é cada vez, mais utilizada como meio de comunicação. Milhões de utilizadores de todas as idades usam diariamente a Internet, e apesar de ser um meio versátil e uma fonte inesgotável de recursos, apresenta alguns perigos associados. 

Conheça em pormenor os perigos da Internet e as formas de se proteger:

Correio Eletrónico

O e-mail (abreviatura de “electronic mail”, ou correio eletrónico, em português) consiste num meio de enviar mensagens escritas pela Internet e que tem a vantagem de ser recebido quase instantaneamente pelo destinatário, em qualquer parte do mundo, dispensando intermediários, selos e a espera dos correios tradicionais. 

Chats e IM´s

Um chat (abreviatura de “chatroom”, ou “sala de conversação”, em português) é um local online destinado a juntar várias pessoas para conversarem. Este local pode ser de índole generalista, ou pode destinar-se à discussão de um tema em particular (por exemplo, um chat sobre ecologia). 

Um IM (ou “Instant Messaging”, ou “mensagens instantâneas”, em português) é uma forma fácil de manter contacto com alguém sem ter que esperar por um e-mail. Alguns exemplos de IMs são o MSN Messenger, o Google Talk, o Yahoo! Messenger e o Skype, sendo que este último privilegia a utilização da voz como meio de comunicação.

Redes Sociais Virtuais

Uma rede social virtual é um reflexo da necessidade de comunicar aplicado às redes Web. É deste modo que o sujeito se apresenta aos restantes internautas, quer seja através de páginas pessoais ou através de blogues, mostrando-se ao mundo dos mais diversos modos: por fotografias, pela escrita, por vídeos.

Para mais informação sobre Segurança na Internet visite o site Internet Segura

Correio Electrónico: 

Perigos:

Tal como outras funcionalidades no mundo da Internet, também o correio eletrónico pode apresentar os seus perigos. Um dos perigos mais comuns é a propagação de vírus e consequente infeção dos computadores de utilizadores domésticos e empresariais.

Os vírus são propagados de diversas formas, como por exemplo, através de mensagens não solicitadas de correio eletrónico contendo anexos, que são enviados para os mais diversos destinatários. Estes e-mails podem conter endereço de retorno, um envelope provocante ou qualquer outro artifício que encoraja o recetor a abri-lo. 

Uma infeção por vírus pode ter consequências nefastas no seu sistema informático. Estas consequências incluem por exemplo:

• Revelar informação

• Instalar uma “backdoor”

• Atacar outros sistemas

• Enviar correio eletrónico não solicitado em massa (SPAM) a outros utilizadores

Cuidados a ter: 

Uma utilização informada continua a ser a melhor forma de prevenir a infeção do seu computador. Aqui se apresentam algumas sugestões de prevenção:

• Corra e mantenha uma aplicação antivírus atualizada

• Tenha o filtro anti-SPAM ativado nas configurações do servidor de e-mail

• Mensagens que avisam de perigos (reais?)

• Não corra programas de origem desconhecida

• Não envie informação confidencial por e-mail

• Use uma “firewall” pessoal

• Tenha filtros de “gateway” de correio eletrónico

• Desligue opções de execução de JavaScript, ActiveX ou programas Java 

Informação gentilmente cedido por www.internetsegura.pt


A segurança é responsabilidade de todos. Ensine os seus filhos a adotar comportamentos que os protejam deste mundo inseguro.

Conselhos: 

O seu filho estará em segurança se se cumprirem as seguintes regras: 

Para os pais:

• Conheça o seu horário escolar;

• Conheça os percursos que o seu filho utiliza de ida e volta para a escola;

• Conheça os nomes e contactos dos seus colegas e amigos;

• Conheça os locais onde o seu filho costuma brincar;

• Se leva as crianças à escola no seu carro, não as deixe atravessar a rua sozinhas: se tiver espaço, pare junto à entrada da escola; se não, atravesse a rua com a criança;

• Ensine as crianças a atravessar a rua corretamente e a fazê-lo apenas na passadeira. Se estas não existirem, ensine-o a olhar para a esquerda e para a direita antes de atravessar; 

• Explique aos seus filhos o significado dos sinais luminosos e nunca atravesse com as crianças quando o sinal vermelho para os peões estiver aceso.

Para os filhos:

• Não aceitar boleias de desconhecidos;

• Não mostrar que trazem dinheiro ou outros valores;

• Não aceitar guloseimas, dinheiro ou outras ofertas de desconhecidos;

• Não alterar os percursos de ida e volta da escola;

• Nos transportes públicos não colocar a carteira no bolso de trás;

• Não brincar em zonas desertas ou com pouco movimento;

• Informar os pais sobre quaisquer contactos ou informações pela parte de estranhos;

• Pedir ajuda de imediato em caso de necessidade e se for necessário grite;

• Procurar conhecer o agente policial da sua zona e falar com ele.

Fonte: Factor Segurança (www.factor-segur.pt)


A maioria dos acidentes acontece em casa. O lar é o nosso refúgio, mas é também um lugar perigoso. Parece contraditório, mas é verdade. Fique alerta! Conheça os perigos e aprenda a evitá-los.

Evite intoxicações:

• Guarde os artigos de limpeza, medicamentos e cosméticos fora do alcance das crianças;

• Todos os produtos devem ser devidamente identificados. Se os rótulos estiverem danificados, providencie novas maneiras de identificação;

• Deite fora os medicamentos que estão fora do prazo. Despeje os líquidos na sanita e puxe a descarga. Dissolva os comprimidos e faça o mesmo;

• Não deixe que as suas crianças brinquem com cosméticos. Um produto que é inofensivo num adulto, pode trazer graves malefícios numa criança;

• No caso de ingestão de qualquer produto, consulte logo o médico; 

• Destine um armário em casa para os medicamentos e mantenha-o, sempre, fechado à chave, nunca deixando a chave na fechadura;

• Nunca transfira um produto de limpeza para uma embalagem de água ou refrigerante. Mantenha sempre estes produtos na embalagem original com a rotulagem apropriada e os fechos de segurança operacionais.  

Fonte: Factor Segurança (www.factor-segur.pt)

Evite choques elétricos:

• Nunca mexa na parte interna das tomadas, seja com os dedos ou com objetos;

• Nunca deixe as crianças brincarem com as tomadas. Coloque em todas as tomadas protetores adequados;

• Ao trocar as lâmpadas, toque apenas na extremidade do suporte e no vidro da lâmpada. Se possível desligue a eletricidade antes de fazer a troca;

• Nunca toque em aparelhos elétricos quando tiver as mãos ou o corpo húmidos; 

• Mantenha sempre os aparelhos elétricos em bom estado. Não hesite mandar consertá-los sempre que causarem pequenos choques ou apresentarem qualquer anomalia;

• Verifique sempre os fios elétricos que ficam à vista. Com o tempo, a capa protetora desgasta-se;

• Nunca pise fios elétricos caídos no chão, principalmente se a queda foi consequência de uma tempestade;

• Não ligue mais do que um aparelho elétrico na mesma tomada. Se a corrente elétrica está acima do que a fiação suporta, ocorre um sobre aquecimento dos fios. Pode começar assim um incêndio. 

Fonte: Factor Segurança (www.factor-segur.pt)

Evite acidentes com gás: 

• Adquira apenas aparelhos que obedeçam às Normas Portuguesas e possuam estampilha comprovativa; 

• Aloje as garrafas de gás em cabines apropriadas, construídas em materiais incombustíveis e bem ventiladas, sempre que possível construídas no exterior da habitação, ou junto de uma janela; 

• Nunca monte esquentadores nas casas de banho; 

• Nunca instale garrafas de propano no interior da sua habitação; 

• Nunca guarde garrafas de gás em casa; 

• Nunca movimente as garrafas de gás, mesmo se completa ou parcialmente vazias, sem fechar a válvula de corte redutor antes de o remover; 

• Nunca deite garrafas com gás (coloque-as sempre com o redutor para cima); 

• Nunca ligue interruptores nem faça lume durante a substituição da garrafa vazia; 

• Nunca deixe os aparelhos de queima em funcionamento quando tiver de se ausentar; 

• Nunca feche as válvulas de segurança do contador e de corte do redutor sempre que os aparelhos não estejam em uso ou se ausente de casa; 

• Nunca pendure objetos nos tubos de alimentação; 

• Em caso de fuga de gás nunca use chamas para localizar a fuga. Chame os bombeiros ou os técnicos de gás da sua área. 

 Fonte: Factor Segurança (www.factor-segur.pt


A melhor maneira de prevenir os acidentes de trabalho é a informação, além da participação, da organização e, fundamentalmente, da consciência dos trabalhadores ao depararem-se com determinadas situações no seu local de trabalho. É preciso lembrar que as medidas destinadas a evitar acidentes dependem diretamente do tipo de atividade exercida, do ambiente de trabalho e da tecnologia e técnicas utilizadas.

Conselhos:

• Faça com que o seu local de trabalho seja confortável, propiciando assim mais estímulo e um maior cuidado com as atividades mais perigosas;

• Procure organizar o local de trabalho, ou seja, deixe os objetos nos seus devidos lugares e bem guardados. Isso impede as improvisações, diminuindo os acidentes;

• Esteja sempre informado quanto aos riscos e cuidados que envolvem as suas atividades e as formas de proteção disponíveis para diminuir esses riscos; 

• Participe em atividades e cursos de prevenção de acidentes sempre que a empresa os promover;

• Procure aplicar as medidas e dispositivos de prevenção de acidentes de trabalho; 

• Sugira à empresa palestras e cursos sobre prevenção de acidentes;

• Em caso de acidente, e se houver sangramento, tente estancar a ferida e encaminhar o ferido imediatamente para o pronto-socorro. Se houver amputação, leve o órgão amputado juntamente com a vítima, tente envolvê-lo em gelo para garantir a possibilidade de reimplante;

• Se trabalha com máquinas nunca retire as proteções do seu corpo enquanto as está a utilizar. Todos os anos, em Portugal, cerca de 2500 trabalhadores são vítimas de amputação;

• Se trabalhar muitas horas sentado, mantenha uma postura adequada. Faça pequenas paragens em cada 2 horas;

• No seu local de trabalho use sempre a proteção individual recomendada. Se acha que é incómoda ou desajustada, informe-se com os responsáveis da segurança da empresa. 

Fonte: Factor Segurança (www.factor-segur.pt

Todos os dias somos inundados com mensagens de e-mail fraudulentas e outras formas de correspondência. Se tiver dúvidas acerca da veracidade de um determinado documento aparentemente emitido pela Liberty Seguros, não responda à mensagem sem antes confirmar junto da Seguradora a veracidade do mesmo.

Conselhos: 

Todos os dias somos inundados com mensagens de e-mail fraudulentas e outras formas de correspondência onde desconhecidos nos propõem excelentes acordos financeiros ou pretensos prémios de lotaria, que não são mais do que esquemas com o intuito claro de burlar o recetor da mensagem.

As mensagens são enviadas a partir de direções eletrónicas falsas (tais como a “Liberty Financial Union”) com o objetivo de obter informações confidenciais. Esta “prática” é denominada de “Phishing”. Exemplos desta prática: Cliques em Sites falsos, propostas de melhorias de segurança, etc. 

As mensagens podem ser também enviadas sob a forma de fax ou carta (as denominadas “Cartas da Nigéria”). 

A Liberty Seguros, atenta a este fenómeno e porque se preocupa com o bem-estar e segurança dos seus parceiros e clientes, avisa e aconselha:

• Na maior parte dos casos, a mensagem fraudulenta apela a uma ação urgente;

• Nunca forneça quaisquer dados pessoais ou elementos de carácter financeiro;

• Nos casos “mais sofisticados”, o falso web site pode parecer-se muito com o original que pretende defraudar;

• Se tiver dúvidas acerca da veracidade de um determinado documento aparentemente emitido pela Liberty Seguros, não responda à mensagem sem antes confirmar junto da Seguradora a veracidade do mesmo.

A Policia Judiciária, juntamente com outras autoridades policiais mundiais, lançou vários avisos públicos sobre os cuidados que devemos ter, publicando vários conselhos úteis no seu site.

Porém, face a tal divulgação do esquema pelas autoridades, desenvolveu-se um outro fenómeno, que se traduz na usurpação da imagem ou do logo de grandes empresas que oferecem credibilidade aos seus recetores para convencer da veracidade da informação. 

Sempre que tiver conhecimento de alguma situação irregular envolvendo o nome ou a imagem da Liberty Seguros, por favor informe-nos imediatamente para que se possam desencadear todos os procedimentos legais de combate a estes esquemas. 

Para tal, contacte a Liberty Seguros através dos seguintes canais: 

Telefone: 808 505 111 (de Portugal) 

+351 21 312 43 32 (do Estrangeiro) 

Fax: +351 21 355 33 11 

Email: gabinete.juridico@libertyseguros.pt

Estamos a processar o seu pedido